domingo, 2 de maio de 2010

Meus quadris...









num vai


e vem levemente



Abusados




Balançam seus olhos

Despertando um vendaval




De desejos



E



A saliva faz -se na boca doce

No noturno das cores ...

Sinto escorrer pelas pernas um suor

Salgado que misturados à sua avidez

Tornam a noite mais longa...

Estreito-me no seu cheiro e caio

Embriagada rompendo um silêncio

Na sua boca ativa quimicamente perturbadora





E me adapto

Pra você...

Nos meus quadris...




Rejane Tach

Um comentário:

Samuel disse...

Lindo. O coração de uma mulher é realmente um oceano profundo de segredos...


Aplausos!!!