terça-feira, 3 de março de 2009

CLARO QUE TAMBÉM QUERO UM AMOR MAIOR...


Alguém que divida comigo meus anseios mais profundos com liberdade plena de palavras, sem rancor e medos.

Alguém que possa ( que tenha tempo para isso) compartilhar de momentos bobos pequenos olhando uma formiga atravessando uma calçada, ou quem sabe até alguns pingos de chuva caindo no meu rosto sem ficar com medo de ficar gripado.

Alguém capaz de gargalhar contando uma estória sem fim, no final de um dia exaustivo de trabalho. E que, presenteie meu dia com qualquer florzinha colhida num canteiro de mato.

Alguém que compartilhe comigo o mesmo suor dividindo morangos numa cama perfumada em qualquer dia e hora, e que depois durma em outra cama para roncar a vontade sozinho, pois prefiro pular da minha cama sozinha, ouvindo meu Bocelli em volume bem alto.

Alguém que possa tomar comigo o café da manhã, mas que não queira jantar comigo todos as noites.

Alguém que saiba ouvir meu silêncio quando ele falar mais alto...e, sem palavras de consolo, me deixe chorar sozinha quando eu precisar.

Alguém que jamais se canse de ler minhas poesias em voz alta... e depois dance comigo em frente o espelho.

Alguém que consiga olhar para o céu e através das nuvens ver uma lua prateada imaginado nela o meu rosto...

Alguém que queira voar excedendo o real até alcançar o céu e chorar...

Alguém que consiga transformar momentos pequenos num universo de encantos pueris fazendo qualquer coisa.

Alguém que me diga verdades por mais bestiais que possam ser, inclusive da minha comida...

Alguém que tome banho de chuva comigo para que depois eu possa aquecê-lo embaixo de um velho cobertor, ou que seja outro banho se não puder ser de chuva...

Alguém que consiga se deliciar com leituras numa cama repleta de livros velhos...Ouvindo aquela música que escolhi para nós!

Alguém que não tenha vergonha de gritar meu nome no meio da avenida e dizer que me ama!

Alguém que possa se entregar como uma criança que ganha aquele presente e, me deixe amá-lo sem pudor na despensa ou no tapete da sala.

Alguém a quem eu possa sufocar com beijos e carícias desmedidas por tudo aquilo que esse alguém possa...

O resto...Vem depois...


Rejane Tach


2 comentários:

Pri Satiro disse...

Ai que delícia Rê!
Amei!

Meu desejo é que vivamos esse "amor maior"

Um grande beijo

Carlos Alberto disse...

Um amor maior é tudo oq sempre procuramos,qd o encontramos parece
não ser real e com o tempo pecebemos q é e q pode ser real,nos envolvemos de corpo e alma e passamos a valorizar pequenos momentos q passamos ao lado da pessoa q amamos e acima de tudo passamos a respeitar a sua individualidade e o seu espaço e querendo sempre mais e mais estar ao seu lado sempre.
Beijos e um forte abraço.