terça-feira, 4 de agosto de 2009

...



Pra ver se você vem pra mim
Agora
Invado seus pensamentos e digo
Mais uma vez
Que tenho saudades

Quando sinto a brisa flutuando
Penso que você vem de tão longe
Como nunca veio
E se o sol voltar amanhã
Vou ter um único pensamento
Nas areias da tarde do meu litoral
Buscar devaneios

Longe tudo
Nada e nada...

Eu olhava com você uma direção
E
...

Ouço o balanço da música
E um barulho molhado

Um abraço vazio
E eu aqui como antes...


Rejane Tach

Um comentário:

Carlos Alberto disse...

"...enquanto a saudade aperta o coração,
Devaneios apenas de encontrar te
para novamente vermos o sol nascer,juntos."
Rejane, cada sentimento exposto em uma palavra, torna-se mais prazeroso ser seu leitor.
Parabéns pela bela poética.
Beijos...